É possível acessar uma parte desses documentos neste link:

 http://www.gwu.edu/~nsarchiv/NSAEBB/NSAEBB118/index.htm
(É tudo em inglês)

Entres os documentos revelados, estão um telegrama ao embaixador dos EUA no Brasil, Lincoln Gordon, anunciando uma série de medidas que deveriam ser tomadas para dar "apoio, no momento apropriado, às forças anti-Goulart".

Também faz parte da coletânea uma gravação de um telefonema, onde o presidente dos EUA, Lyndon Johnson, discute a situação do Brasil com seu assessor Thomas Mann. No telefonema, o presidente dos EUA afirma que "Nós (o governo dos EUA) devemos tomar todos os passos que pudermos, e estar preparados para fazer tudo que for necessário" ("I think we ought to take every step that we can, be prepared to do everything that we need to do").

A gravação do telefonema está disponível no arquivo Mp3 anexado a este artigo.

Fica mais uma vez provada a participação americana no planejamento do golpe, provando que os militares golpistas de 64 eram traidores da pátria, a serviço do Império.